Março 24, 2009

(7) Comments

1º Festival da Juventude de Beja

Os Buraka Som Sistema e Expensive Soul são os ‘cabeças de cartaz’ do primeiro Festival da Juventude que vai decorrer em Beja, entre 15 e 17 de Maio, incluindo também sessões de dj’s e desportos radicais.

buraka

O Beja Jovem, que vai decorrer no Parque de Feiras e Exposições da cidade, vem substituir o festival Bejalternativa, cuja última edição realizou-se em 2005 e foi suspenso em 2006 pelo actual executivo autárquico.

Os concertos dos portugueses Expensive Soul, dia 15 de Maio, e dos Buraka Som Sistema, dia 16, serão os «pontos fortes» do novo festival, que irá ter uma área para sessões e «live act’s» de Dj’s e outra «área radical».

Pela «aérea Dj’s e live act’s» vão passar Kika Lewis, a melhor Dj feminina nacional em 2008, Overule, o Dj revelação e o melhor Dj nacional de Hip Hop em 2008, os Southmasters, o projecto formado pelos DJ’s de Beja Cristian F e Mikas, além dos «ritmos quentes» do Kuduro e da House pelo Dj Ezzra.

Na área radical, os mais aventureiros vão poder fazer slide, rappel e «powerfun» (queda livre de 15 metros), escalar uma parede com oito metros de altura por 2,5 metros de largura e jogar «paintball».

Depois do «Beja Jovem», seguem-se as Festas da Cidade, que irão decorrer no Parque da Cidade, com a primeira edição do projecto Beja Fashion (dia 19 de Maio) e os concertos de Carlos do Carmo (dia 20) e dos Xutos e Pontapés (dia 21).

Fonte

Dezembro 18, 2008

(0) Comments

Buraka novamente em grande

Os Buraka Som Sistema voltam a ser destacados na lista de melhores do ano, na imprensa britânica.

ss

Desta vez é no jornal The Observer que o grupo é alvo de distinção, aparecendo no terceiro lugar dos cinco melhores temas do ano, com ‘Sound of Kuduro’. Em primeiro estão ‘Machine Gun’, dos Portishead, e ‘L.E.S. Artistes’, de Santogold.

No que toca aos álbuns, o The Observer elege o disco de estreia homónimo dos Vampire Weekend, como o do ano, sendo que a banda bisa na lista das actuações ao vivo, liderando o rol dos melhores concertos do ano, com o espectáculo no London ULU, ultrpassando o veterano Leonard Cohen, que surge em segundo, pelos espectáculos na Manchester Opera House e na O2 Arena, de Londres.

Fonte

Outubro 14, 2008

(0) Comments

Buraka Som Sistema vencem categoria ‘Portuguese Act’

Os Buraka Som Sistema foram os artistas escolhidos pelo público para representar Portugal na edição deste ano dos MTV Europe Music Awards, que se realiza em Liverpool, no dia 6 de Novembro.

bss

Os vencedores da categoria ‘Portuguese Act’ entram agora na competição ‘Europe´s Favourite Act’, que irá eleger o artista europeu preferido do público entre os 23 projectos vencedores em cada um dos países onde a MTV está presente.

Nomeados pela segunda vez para o ‘Portuguese Act’ – a primeira foi em 2007 – os Buraka Som Sistema vão estar presentes no espectáculo em Liverpool, onde o vencedor a nível europeu será anunciado em directo.

“Este prémio visa distinguir os projectos de inquestionável qualidade produzidos em Portugal e contribuir para a divulgação da música nacional em território europeu”, afirma Lorenzo De Stefani, Director da MTV Portugal. “Como fundadores de um novo som electrónico, os Buraka Som Sistema já conquistaram o seu próprio espaço e são excelentes representantes da música portuguesa, tal como os restantes nomeados”.

Este prestigiante galardão – ao qual concorriam também Rita Redshoes, Sam The Kid, Slimmy e The Vicious Five – é entregue aos Buraka Som Sistema num momento particularmente feliz da banda que acaba de atravessar a fronteira europeia para chegar ao competitivo mercado norte-americano.

No início deste mês, actuaram nos EUA para apresentar o seu último álbum, “Black Diamond” e vão regressar em 2009 para uma digressão por este país. Agendada para o próximo ano está também uma passagem pela Austrália e, provavelmente, pelo Japão, países onde o grupo irá lançar o seu trabalho.

Lil´John (João Barbosa), Conductor (Andro Carvalho) Riot (Rui) e Kalaf são os elementos dos Buraka Som Sistema, banda formada em 2006 nos subúrbios de Lisboa. ‘Yah!’ foi o primeiro single do grupo e também a música com que se tornaram populares em todo o país.

Com o EP ‘From Buraka to The World’, o kuduro saiu do espaço que lhe era reservado e fundiu-se com o techno, o drum’n’ bass, o hip hop e a música de dança, um estilo musical que contaminou meio mundo, com uma África nunca antes ouvida. Esta fusão faz com que os Buraka Som Sistema sejam frequentemente apelidados como os fundadores de um novo som electrónico, designado por kuduro progressivo.

O álbum “Black Diamond”, recém-editado em Portugal, vai ser apresentado no dia 15 de Novembro, na Voz do Operário, em Lisboa. Na Europa será lançado a 10 de Novembro.

Fonte

Setembro 27, 2008

(4) Comments

José Mário Branco produz Valete

jmb

José Mário Branco é um dos produtores do próximo álbum de Valete, a ser intitulado “Homo Libero”, e com lançamento marcado para o próximo ano. Outros produtores assegurados são Conductor (dos Buraka Som Sistema) e Sam the Kid – afirmou o rapper.

Valete, que se encontra já em preparativos adiantados, vai entrar num estúdio lisboeta em Janeiro próximo para gravar o seu terceiro longa-duração, que será um álbum duplo composto por cerca de 22 temas

O MC português conta no próximo disco com uma participação numerosa da comunidade lusófona de hip hop, como os brasileiros Marechal (que já trabalhou com Marcelo D2) e Da-Real, ou o rapper angolano Nave.

Valete pretende aproximar-se de um registo mais africano, mais ligado às raízes, na linha da versão atípica que fez de ‘Menina dos Olhos Tristes’, publicada no álbum de homenagem a Adriano Correia de Oliveira, “Adriano Aqui e Agora”. Valete defende que o caminho do hip hop tem que passar também pela música africana mais pura, que General D já antes esboçara e que o rapper tem como referência.

Esse intuito de aproximação à música africana e a géneros como o semba justifica o recrutamento para a produção de Conductor que, pelo seu trabalho nos Buraka, demonstra uma familiaridade grande com as sonoridades afro.

A produção de José Mário Branco é proporcionada pela admiração que Valete nutre pelos cantores de intervenção, sendo provável que as participações do autor de “F.M.I.” e de Sam The Kid se alarguem a funções vocalistas.

Fonte